James Blunt é o cabeça de cartaz da Expofacic – Exposição/Feira Agrícola, Comercial e Industrial de Cantanhede. O músico britânico irá actuar no dia 30 de Julho nas festa do concelho.

A vigésima primeira edição da Expofacic começa no dia 22 de Julho e termina dia 31 do referido mês, contando com um variadíssimo leque de artistas convidados para animar a população de Cantanhede e arredores. São dois os palcos por onde os artistas se irão dividir.

Assim, o palco 1 receberá os concertos de Aurea e Deolinda dia 22, dos Xutos & Pontapés no dia 23 e de Tony Carreira dia 24. Dia 25 de Julho será a vez de João Pedro Pais; Expensive Soul e Morcheeba actuarão dia 26. O dia 27 é o dia de se fazer silêncio, porque se vai cantar o fado com  Camané e Carlos do Carmo. Segue-se, no dia 28, Pedro Abrunhosa, e dia 29 os GNR e Pete Tha Zouk. No dia 30, Erick Morillo faz companhia a James Blunt. Rui Veloso fecha a série de espectáculos que a Expofacic planeou para a edição de 2011.

No palco 4 irão actuar Diego Miranda e FUNKyou2 (dia 23), Kika Lewis (dia 24), Pedro Cazanova (dia 25), Mastiksoul (dia 26), Carlos Fauvrelle (dia 27), Fernando Alvim (dia 28), Dezperados (dia 29), Eddie Ferrer(dia 30) e Rui Vargas no último dia.

O preço dos bilhetes para os concertos varia conforme os dias. Deste modo, para o dia dos concertos de James Blunt e Erick Morillo, 30 de Julho, o custo do bilhete é de  8 euros, e para o dia dos Expensive Soul e Morcheeba o custo é de 7 euros. Em relação ao preço dos bilhetes para os restantes dias, este é de 3 euros. Para aqueles que quiserem assistir a todos os concertos, ou seja, visitar a feira durante os dez dias, pode adquirir um bilhete único por apenas 34 euros, o que, segundo a organização, é “ uma opção que se justifica pelos múltiplos motivos de interesse do certame e pela qualidade da oferta do programa de animação”.

A Expofacic oferece uma grande variedade de espaços de exposições, que têm como objectivo a divulgação de actividades  de prestigiadas empresas nacionais, que contarão com 75% do espaço total da exposição, e ainda espaços dedicados ao património artístico e cultural, etnografia, foclore e gastronomia das várias regiões de Portugal.

A edição deste ano da Expofacic pretende manter o elevado número de visitas, mesmo tendo em consideração a actual situação do país, contando com um orçamento de cerca de 1 milhão e 400 mil euros e 80250 euros de apoio da Câmara Municipal de Cantanhede.