Jon Bon Jovi, líder dos Bon Jovi, criticou Steve Jobs, fundador da Apple, ao acusá-lo a ele e à marca de estarem a matar a indústria da música.

Numa entrevista ao jornal britânico Sunday Times, o cantor remata que o Itunes matou a forma de negócio da música, e vai mais longe:
“Os miúdos hoje perderam completamente a experiência de colocar os auscultadores, pôr o volume no máximo, fechar os olhos e perder-se num álbum. E também perderam a beleza de pegar no dinheiro da mesada e decidir comprar (um álbum) baseado na capa, sem saber ao que o disco soa, só a partir de umas imagens e da sua imaginação”

Na mesma entrevista, Jon Bon Jovi afirma que detesta parecer um idoso a falar, mas que “uma geração depois da nossa, as pessoas vão dizer: ‘Mas o que é que aconteceu?’. O Steve Jobs é o responsável por matar o negócio da música”, remata. Apesar da indignação, a mesma entrevista não faz referência aos downloads ilegais de músicas ou álbuns completos.