Tal como nos tarifários e nas promoções há sempre a sensação de que quando uma operadora dá um passo em frente, as restantes vão atrás, o mesmo parece estar a acontecer agora com as rádios FM de operadoras de telecomunicações, com a TMN a seguir as passadas da Vodafone.

A TMN e a Lusocanal estão em negociações para criarem em conjunto a Rádio TMN. O pedido para introdução da estação já foi entregue à Entidade Reguladora para a Comunicação Social e está já a ser apreciado. Esta nova estação de rádio da operadora detida pela Portugal Telecom irá ocupar as frequências da Rádio Capital, que emite em Lisboa (100.8 MHz, Almada) e Porto (102.7 MHz, Gondomar).

Quem não está muito satisfeito com esta alteração são os ouvintes da própria Capital. Considerada a melhor estação no que à informação de trânsito nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, há quem diga já que “será uma grande perda no meio radiofónico” e que “não há mais nenhuma rádio que tenha um serviço de trânsito a funcionar durante toda a semana com um horário tão alargado”.

Também a Vodafone deu nome nome à Romântica FM da Media Capital Rádios, este ano. Há cerca de dois meses, Azeredo Lopes, presidente da ERC admitiu que era  “favorável se servir para que as estações de rádio em causa não acabem”. O regulador impôs então, como uma das condições para a aprovação da mudança, que a fatia de investimento publicitário da Vodafone não passasse os 50 por cento do investimento publicitário total da estação e que o novo logótipo da rádio se distinguisse do da operadora.