As portas do Teatro do Bairro vão abrir-se ao público pela primeira vez já no próximo dia 3 de Março, na Rua Luz Soriano, no Bairro Alto.

O novo projecto, sob a responsabilidade da produtora Ar de Filmes, pretende manter o aspecto industrial próprio do espaço, que já foi a sede do Diário Popular (extinto em 1991), e promete abraçar o teatro, a música e o cinema, oferecendo sobretudo um cartaz com uma essência mais alternativa.

A variada agenda do Teatro do Bairro fica desde o início bem definida:

De Quarta-Feira a Sábado, com hora de início marcada para as 21 horas, o espaço, que conta com uma lotação de 110 lugares, terá sempre teatro, cinema ou outro tipo de espectáculos, com periodicidade mensal.

Às Sextas-Feiras, pelas 23 horas, haverá música ao vivo, passando por vários estilos como o fado, o jazz ou até a música mais dançável da responsabilidade de DJ’s convidados.

O cinema marcará a programação de Domingo, com sessões durante todo o dia destinadas a públicos de diferentes idades. Pretende assim dar-se visibilidade a alguns projectos de qualidade mais alternativos que passaram despercebidos em outras salas.

A peça de teatro Vida de Artista foi o projecto escolhido para a inauguração deste arrojado projecto, ficando em cena durante todo o mês de Março. Com autoria de Luísa Costa Gomes e encenação de António Pires, a peça interpretada por Adriano Luz, Manuela Couto e Margarida Vila-Nova centra-se na parte da vida dos profissionais da arte de representar que fica para além do glamour a que costumam estar associados. O público poderá acompanhar como as personagens, também elas actores, realizam a criação de um espectáculo de teatro, dando ênfase a todo os pormenores que tal processo de construção envolve.

Aproveitando os milhares de pessoas que adoptaram a zona como o seu spot nas noites de fim-de-semana, este novo projecto prepara-se para acrescentar algo de diferente ao espírito do tão conhecido Bairro Alto.