Uma. Uma entrevista é quanto basta para lançar o caos. Os seguidores dos Coldplay que o digam, dado que, esta semana, Chris Martin deixou em aberto a possibilidade da banda britânica chegar ao fim após o lançamento do próximo álbum, A Head Full Of Dreams.

“Ainda não dissemos isto a ninguém mas estamos a gravar um álbum chamado A Head Full of Dreams. Estamos a meio.” Foi assim que Chris Martin, o vocalista da banda britânica, formada em 1996, começou por revelar o início de trabalhos no sétimo álbum de estúdio, meses depois do lançamento de Ghost Stories.

Da entrevista com Zane Lowe, da BBC, ganha maior destaque, porém, a segunda parte. Martin afirmou ser “o nosso sétimo trabalho e, da forma como olhamos para ele, é como o último livro da saga do Harry Potter ou algo do género“, reconhecendo ainda que A Head Full of Dreams — que deverá então ser lançado já em 2015 — “é o completar de algo.”

Há, no entanto, esperança! A terminar, o músico de 37 anos disse terem [a banda] “de pensar nisto como a última coisa que vamos fazer.” O resto, fica dado a interpretações — a frase “de outra forma não daríamos tudo”, com que encerra a entrevista, deixa tudo em aberto: será este o sétimo e último álbum dos Coldplay ou vivem os britânicos um momento de abordagem radical para que cada trabalho novo fique com algumas das suas melhores marcas?