guim_th

Guimarães 2012: Pulsar de Cultura

Ao longo do deste ano serão apresentados mais de 600 espetáculos na Capital Europeia da Cultura.

Guimarães é Capital Europeia da Cultura, acolhendo um grande encontro de criadores e criações — música, cinema, fotografia, artes plásticas, arquitetura, literatura, pensamento, teatro, dança e artes de rua. Vão cruzar-se os produtos artísticos imaginados e gerados pelos seus residentes com os que de toda a Europa afluirão à cidade. Ao longo de um ano, Guimarães será promotora da diversidade cultural que caracteriza a Europa, dando a conhecer as suas manifestações culturais e acolhendo as de outros países”, pode ler-se no site da Fundação Cidade de Guimarães. A expectativa é gigante.

Guimarães 2012 apresenta uma programação intensa que apresentará mais de 600 espetáculos durante o ano de 2012. A Capital Europeia da Cultura (CEC) vai privilegiar as residências artísticas e a produção original feita a partir da cidade, razão pela qual na agenda não abundam nomes de grandes estrelas internacionais. O objetivo não é entrar em competição com nenhum festival de verão, daí esta política de programação.

httpv://www.youtube.com/watch?v=uYA12_r0RDk&feature=endscreen

Pat Mathney, Ivan Lins, Michelangelo Pistoletto, Win Mertens, Ute Lemper, Jean-Luc Godard, Anne Teresa Keersmaeker e Christian Boltanski são, em diferentes áreas, alguns dos maiores nomes da programação da Capital Europeia da Cultura. Mas o destaque maior vai para iniciativas que têm Guimarães como mote central.

É essa orientação que trará à cidade a coreógrafa Mathilde Monnier, no mês de maio, ou Sanja Mitrovic, em setembro. Já em março, Guimarães receberá também a estreia de Europa, a nova composição do belga Wim Mertens, numa colaboração com a nova Fundação Orquestra Estúdio – orquestra essa que é liderada pelo reconhecido maestro Rui Massena.

O programa é intenso nos primeiros dias, com o concerto de Buraka Som Sistema, a 28 de janeiro e, no dia seguinte, a ante-estreia do filme Os Marretas. O ciclo inicial da CEC prolonga-se até ao início de fevereiro com a segunda edição do festival GuiDance, que tem confirmadas as presenças da companhias Les Ballets C. de la B. e Rosas e dos portugueses Sofia Dias e Vítor Roriz.

No cinema estreiam-se 20 produções encomendadas pela Guimarães 2012, com destaque para o filme de Jean-Luc Godard, a 1 de julho. Estão também previstos, por exemplo, ciclos dedicados a Glauber Rocha e Pedro Costa, ambos em setembro.

Na área de arte e arquitetura haverá retrospetivas das obras de John Cage, com a exposição The Anarchy of Silence, em março, e do gabinete de arquitetura experimental Archigram, em setembro. O programa inclui ainda O ser urbano, nos caminhos de Nuno Portas, exposição levada a cabo no mês de março por Nuno Grande. No final do ano, Michelangelo Pistoletto vai conceber para a Guimarães 2012 o projeto Terzo Paradiso, que vai ocupar a ASA, o Paço dos Duques e vários espaços públicos entre outubro e dezembro.

O Espalha-Factos vai estar em cima do acontecimento. Acompanha aqui todos os desenvolvimentos deste que vai ser, sem margem para dúvidas, um dos acontecimentos do ano.

Sejam bem-vindos a Guimarães: Capital Europeia da Cultura!

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Netflix
Netflix lidera mercado de streaming em Portugal e ranking do IMDb